domingo, 28 de agosto de 2011

TOP 10 - Demônios


Ao longo da história, os seres humanos têm acreditado na presença de seres malignos que vagueiam sobre a terra. Esses espíritos malévolos são vistos na mitologia, lendas, ocultismo e religião, existem em todas as formas e tamanhos e quase sempre querem fazer alguma coisa ruim. Os mais antigos relatos sobre o que seria mais tarde considerado pelos cristãos como demônios podem ser encontrados nas antigas culturas da Mesopotâmia, Pérsia, Egito e Israel, onde uma diversidade de espíritos era considerada como causadores de doenças, destruição de plantações, inundações, incêndios, pragas, ódios e guerras.


Um demônio é originalmente um tipo de ser que a muito se distanciou para o lado das trevas, é um ser intermediário entre o homem e Deus, tipicamente descritos como um espírito do Mal, embora originalmente a palavra demónio, criada pelos gregos, signifique a voz interior, ou o deus que vive dentro de nós e nos aconselha, mas também pode ser a fonte de ódio.


A difusão do cristianismo em todo o mundo aprofundou a crença e expansão de demônios, mas muitas culturas têm sua própria forma de mal criaturas sobrenaturais que são consideradas ainda piores do que os demônios incontável de tradições abraâmicas-intencionados Cristianismo, Islamismo e Judaísmo. Olhando para todos os demônios que invadem o reino humano, porém, alguns se destacam como mais assustadores ou mais mal do que outros. Nesta lista você vai conhecer dez espíritos malévolos de diferentes religiões e culturas ao redor do mundo que os seres humanos precisam manter longe, para evitar o terror qued esses demônios aplicam sobre a humanidade.


10º Abaddon: É um demônio da tradição cristã. Ele é visto no livro bíblico Apocalipse, escrito por S. João. O original hebraico, Abaddon, vem literalmente significa "lugar de destruição", mas nas escrituras cristãs descrevem-no como uma pessoa individual. Nessas descrições ele é conhecido como o rei do abismo que mantém as almas perdidas e comandante de uma praga de gafanhotos viscosa. Em todos os outros trabalhos fora da Bíblia cristã, ele é identificado como o anjo da destruição, líder do Apocalipse, e um dos chefes dos demônios do submundo que é quase igual ao próprio Satanás.
 

 9º Íncubo (em latim incubus, de incubare):  é um demônio na forma masculina que se encontra com mulheres dormindo, a fim de ter uma relação sexual com elas. O íncubo drena a energia da mulher para se alimentar, e na maioria das vezes deixa-a morta ou então viva, mas em condições muito frágeis. A versão feminina desse demônio é chamada de súcubo.


8º Pishacha: São demônios vistos na mitologia hindu. Diz-se que comem carnes nos locais de cremação e se escondem em locais escuros. Embora tenham o poder de assumir formas diferentes ou até mesmo se tornar invisível, a sua aparência natural é bastante perturbadora, pois têm uma tez escura que mostra as suas veias salientes completadas com grandes olhos vermelhos e salientes. Pishachas são também conhecidas por possuir espiritualmente os seres humanos ao longo do tempo que faz com que a vítima sofra uma variedade de anomalias e doenças, mesmo para seu corpo físico. Insanidade é geralmente a aflição mais comum destas criaturas para o ser humano que é possuído.




7º Banshee: O termo origina-se do irlandês arcaico "Ben Síde", pelo irlandês moderno "Bean sídhe" ou "bean sí", significando algo como "fada mulher" (onde Bean significa mulher, e Sidhe, que é a forma possessiva de fada). Os Sídh são entidades oriundas das divindades pré-cristãs gaélicas. As Banshee provêm da família das fadas, e é a forma mais obscura delas. Quando alguém avistava uma Banshee sabia logo que seu fim estava próximo: os dias restantes de sua vida podiam ser contados pelos gritos da Banshee: cada grito era um dia de vida e, se apenas um grito fosse ouvido, naquela mesma noite estaria morto. Sejam quais forem suas origens, as banshees aparecem principalmente sob um dos três disfarces: uma jovem, uma mulher ou uma pessoa esfarrapada. Ela normalmente usa uma capa com capuz cinza, ou uma roupa esvoaçante ou uma mortalha. Ela também pode surgir como uma lavadeira, e é vista lavando roupas sujas de sangue daqueles que irão morrer. O gemido da Banshee é um som especialmente triste que parece o som melancólico do uivo do vento e tem o tom da voz humana além de ser audível a grande distância. Embora nem sempre seja vista, seu gemido é ouvido, usualmente a noite quando alguém está prestes a morrer. 




6º Berith: erith é um demônio comumente estudado em demonologia cristã. Ele disse ser o “grande duque do inferno”. Seria supostamente o comandante de 26 legiões de outros demônios. A maioria de seus poderes são por homicídio e blasfêmia contra o Deus cristão. Sua aparência física é geralmente a de um soldado em cima de um cavalo vermelho vestindo roupa vermelha e uma coroa dourada. Ocasionalmente, ele vai ter a pele vermelha também. Ele pode ser evocado pelos mortais, mas se o ser humano que se apresenta para enfrentá-lo não está usando um anel de prata, o demônio vai torturar o ser humano até a loucura antes de matá-lo.




5º Pazuzu: Na mitologia suméria, Pazuzu era o rei dos demônios do vento, filho do deus Hanbi. Ele também representava o vento sudoeste, que trazia as tempestades e a estiagem.. É frequentemente representado por uma criatura de corpo humano, mas com a cabeça de um leão ou cachorro, garras em vez de pés, dois pares de asas, cauda de escorpião e o corpo revestido de escamas. Normalmente essas representações vêm com a mão direita levantada e a esquerda abaixada, representando vida e morte, criação e destruição.


4º Súcubo (em latim succubus, de succubare):  é um demônio com aparência feminina que invade o sonho dos homens a fim de ter uma relação sexual com eles para lhes roubar a energia vital. Estão associados a casos de doenças e tormentos psicológicos de origem sexual, pois após os ataques se seguiam pesadelos e poluções noturnas nas vítimas. De acordo com a mitologia, são seres que podem viver aproximadamente 750 anos. De acordo com o Malleus Maleficarum, ou "Código Penal das Bruxas", os succubi recolhem sêmen dos homens com os quais copulam para que um íncubo possa, então, posteriormente, engravidar mulheres. Crianças assim nascidas eram para ser supostamente mais suscetíveis às influências de demônios. A aparência do succubus varia, mas, em geral, elas são descritas como detentoras de uma sedutora beleza, muitas vezes com asas de morcego e grandes seios. Elas também têm outras características demoníacas, tais como chifres e cascos. Às vezes, aparecem como uma mulher atraente em sonhos que a vítima parece não conseguir retirar da sua mente. 




3º Raiju: É uma criatura lendária na mitologia japonesa. Seu nome significa “besta do trovão”. Raiju tem um corpo composto de fogo ou relâmpago. No entanto a forma final das trovoadas ou incêndios podem variar de um gato a um macaco ou até mesmo um lobo azul envolto em raios. Durante trovoadas, Raiju fica agitado e começa a pular em cima de árvores e edifícios. O demônio também gosta de descansar e dormir no umbigo de seres humanos. No Xintoísmo deus dos relâmpagos, Raijin, então tem que lançar raios ao demônio para acordá-lo, o que geralmente prejudica o ser humano também. As pessoas tentam evitar esse incidente dormindo de bruços durante uma tempestade.




2º Furias: São realmente criaturas da mitologia greco-romana. Os romanos conheciam como Fúrias enquanto os gregos chamavam as Erínias. Personificava a vingança e a raiva das pessoas que morreram prematuramente. Elas vagam na terra para punir as pessoas que juraram um falso juramento e dão a retribuição ao homem injustamente assassinado. Seus números podem variar, mas geralmente atacam em grupos de três. Sua aparência é sempre horrível, embora com os olhos que pingam sangue e, geralmente, com asas de morcego para ajudá-las a voar para concluir seu trabalho.




1º Djinn: No mundo ocidental, djinn são conhecidos mais comumente como gênios. Eles são criaturas sobrenaturais que vivem em um plano paralelo que é semelhante à dos seres humanos. De acordo com o Alcorão, djinn têm livre arbítrio apenas como humanidade, significa que eles podem ser bons ou maus. No entanto, quando o djinn escolher o caminho do mal e da destruição, ele é certamente temível de se ver. Seus corpos físicos são compostos de uma chama sem fumaça. Lúcifer era um djinn que era basicamente o equivalente islâmico de Lúcifer. Após a rebelião celestial que ele dirigiu, Iblis foi concedido um perdão para viver na Terra e a humanidade para enganar até o Dia do Julgamento.

Um comentário:

  1. Os que eu mais gosto é abaddon e banshee!bom post(DIANA):-*

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...